Ticker

6/recent/ticker-posts https://4.bp.blogspot.com/-k_5709Vs9oQ/XdlGRqTmrjI/AAAAAAAAIPg/lAcnWzIB-RUcoOGJVVVuk84_8KHSslrrQCK4BGAYYCw/s1600/logo%2Bjornal.jpg

Header Ads Widget

jornalsindicoprofissional@gmail.com

Vaga de Síndico Fake: Já pediram seu curriculum só para compor os 3 orçamentos?

Como agir com vagas de síndico profissional que não são reais?

contratação do SÍNDICO PROFISSIONAL passa por diversas etapas e uma delas é a sua expectativa. Isso mesmo! A sua expectativa. Finalmente chegou aquela tão sonhada oportunidade. Que lindo condomínio, que excelente remuneração! Uau! Que oportunidade maravilhosa! Seu portfólio está espetacular.Seu curriculum extremamente bem organizado! Tudo está perfeito. Mas, algo não parece muito correto no procedimento...

O seu curriculum é solicitado, os dias se passam, nem uma chamada para uma mera entrevista ocorre. Nada de retorno! Nada de contato! Sim, isso ocorre e muito na área condominial e não tão somente na área condominial. A chamada ” vaga fake” já te pegou? Fica tranquilo aí que uma hora ela chega. Você vai passar pela vaga fake pode ter CERTEZA!

Como lidar com a vaga fake?

headhunter ELI ANTONELLI  coordenadora da Brbrasis Agência Nacional de Pesquisa, Mentoria e Assessoria a Profissionais de Alto Desempenho – Desenvolvimento de Síndicos Profissionais, relata que está é uma das principais indagações que recebe de síndicos nas palestras sobre “Contratação de Síndico Profissional:  Como perceber quando uma vaga não é real? O que fazer?


“Muitas pessoas que entram em contato para pedir orçamento e apresentação do concorrente alegam que estão realizando o “benchmarketing”, estratégia de mercado que visa estudar a concorrência para desenvolver seu produto ou serviço. Mas, temos que ter bem claro o que é benchtmarketing e o que é uma ação de má fé. Estamos testemunhando ao lado dos síndicos profissionais situações que vão além de estudo de mercado. Situações que prejudicam a outra pessoa. Isso é muito complicado”.  

Um olhar jurídico: Adv. Marcela Gundim

Advogada Marcela Gundim
Consultamos a Advogada Marcela Gundim, Presidente da Comissão de Direito Condominial da OAB de São José dos Campos e sócia da Michelena & Gundim Advogados. Para ela quem tenta entrar no mercado cometendo erros, não merece nele ficar.  A advogada afirma que são práticas caracterizadas como ilegais e imorais, uma verdadeira concorrência desleal, que fere o principio constitucional de livre concorrência. 

"O problema fica como descobrir se a pesquisa, o orçamento, a proposta solicitada corresponde a para um local verídico ou não. Se você for vítima de uma situação dessas tem que procurar a autoridade policial e fazer um BO, pedindo para que seja o agende enquadrado no artigo 36 da Lei 12.529/11, que traz esse tipo de conduta infração à ordem econômica pois está  prejudicando a livre concorrência, utilizando de seus argumentos e seus moldes para poder apresentar suas propostas de trabalho. Lembre-se. Isso tem que ser provado." destaca.


Como lidar com a vaga fake?



Síndico Profissional Aldo Busuletti de São Paulo. Uma das maiores referências de sindicatura do país
O síndico profissional Aldo Busuletti, um dos mais importantes síndicos profissionais do país, com 25 anos de carreira, diz que já ocorreu com sua empresa diversas vezes. “É muito complexa esta situação. Acredito que temos que tomar cuidado, e no nosso caso, nós tomamos algumas medidas que o solicitante preenche um formulário para que possamos ter informações da vaga com mais cautela”, diz.

Exemplo de prática de VAGA FAKE
Síndico entrevistado: Elcio Godoy


Síndico Profissional Elcio Godoy
O síndico profissional e gestor condominial Elcio Godoy, atua há 19 anos no segmento de condomínios, é associado ao Clube Síndico Profissional. Ele afirma que os síndicos recebem sim muitos pedidos de "cotação fake", ou seja, pessoas querendo saber o quanto é cobrado para gerir um condomínio. “Tem gente que acha que estamos falando de uma dúzia de ovos, um saco de arroz, não entendem nem a importância da gestão de um sindico. Estamos falando de responsabilidade civil e criminal. Assumimos a gestão patrimonial de famílias. É muita responsabilidade. Então na hora de elaborar um orçamento precisamos conhecer a história do condomínio, pois o seu passado será importante para gerir o futuro do patrimônio  dessas famílias”, diz.

No entendimento de Godoy,  as melhores cotações são aquelas onde as pessoas que solicitam fornecem todas as informações. “Quando existe um real interesse em contratar um profissional passamos por uma “sabatina” dos membros do conselho, ou até mesmo de uma comissão formada para este fim”, destaca.


Exemplo de Vaga Fake: “Fui chamado para uma cotação e participação em uma  Assembleia de um prédio. Não havia muitas informações. Não houve possibilidade de visita ao condomínio e nem a reunião com o conselho. No final, percebemos que a intenção da síndica era definir um valor de honorários para ela permanecer no cargo. A situação ocorreu da seguinte forma: a síndica informou ao conselho que não iria continuar. O conselho pediu orçamento. Então, eu e mais 02 (dois) colegas fomos nos apresentar no dia da assembleia. No final ficamos esperando e a decisão foi que ela continuaria no cargo remunerada, ou seja, ninguém foi contratado como síndico profissional.

Situação ocorrida: Em conversa com a pessoa do conselho o mesmo me pediu diversas desculpas. Disse que a síndica pegou o menor preço e deu um desconto e propôs sua continuidade com um valor menor, ou seja, usou nosso profissionalismo para parametrizar seu preço de honorários.

Dicas para situações semelhantes:

“Para nós profissionais foi apenas aborrecimento e gastos sem nenhum resultado. Uma coisa é perder para um colega a outra é ser usado como uma luva descartável. Desta forma, procuro ser mais criterioso com a cotação solicitada para não desperdiçar tempo que é algo que a cada dia temos menos.”

As melhores cotações para uma contratação real do síndico de referência

Godoy reafirma que é importante ter as informações completas do condomínio. “Muitas vezes existem problemas que eles nem sabem e com esta pesquisa podemos fazer a diferença e mostrar nosso profissionalismo antes mesmo de ser contratado”, diz.

Dicas:
Solicite a pessoa que está cotando informações do condomínio como: unidades , blocos,  quadro de funcionários terceirizados e/ou próprios, valor do condomínio, base para saber a receita ordinária, quantidade de elevadores,etc.  

Godoy destaca ainda que pede para o solicitante contar a história do condomínio com suas palavras “Com essas informações em mãos a certeza de ser uma cotação séria é de 90%. Visite o condomínio isso é importante para saber o tamanho do problema. Nada como ver ao vivo”, destaca.

O síndico finaliza dizendo que sem estas informações não tem como dar orçamento “Eu descarto a solicitação, pois não posso dar um preço e nem calcular número de visitas e carga horaria sem conhecer o condomínio”, conta.

E você? Como age com a vaga fake? Já passou por isso? Deixe seu comentário. (Não esqueça de colocar seu nome e cidade.)

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Muito importante ficar atento a todo tipo de pedido de orçamento. Na maioria das vezes temos cartas marcadas e isso inviabiliza qualquer outra contratação...

    ResponderExcluir

Muito obrigado por seu comentário. Não esqueça de deixar seu NOME e CIDADE no seu comentário.

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu comentário. Não esqueça de escrever seu nome e cidade. Sua opinião é muito importante para o JORNAL SINDICO PROFISSIONAL. Você pode escrever aqui ou enviar para jornalsindicoprofissional@gmail.com