Ticker

6/recent/ticker-posts https://4.bp.blogspot.com/-k_5709Vs9oQ/XdlGRqTmrjI/AAAAAAAAIPg/lAcnWzIB-RUcoOGJVVVuk84_8KHSslrrQCK4BGAYYCw/s1600/logo%2Bjornal.jpg

Header Ads Widget

jornalsindicoprofissional@gmail.com

Síndico Profissional: A difícil decisão de renunciar ao condomínio




Desistir de um condomínio cujas pessoas acreditaram em sua proposta é um dos momentos mais tristes na carreira de um síndico profissional. 

A dor e o silêncio da decisão são muito pesados. Muitos síndicos carregam esta angústia em silêncio e têm muito medo de assumir que é a hora de renunciar. 

Mas, afinal, como identificar o momento que é preciso renunciar para o bem de todos ou que é hora de lutar para vencer as barreiras e os desafios? 

Renunciar ao cargo de síndico é um momento muito complicado sem dúvidas para qualquer líder condominial, seja síndico morador (síndico orgânico) ou síndico profissional. 

No caso do síndico externo (síndico profissional), cujos desafios para ser eleito são imensos, este momento se torna ainda mais pesado e difícil sem dúvida. Quais as consequências de uma renúncia mal conduzida?


De um lado os passos de uma carreira profissional em jogo e do outro lado valores que não estão de acordo com a condução da gestão do condomínio, ou situações das mais diversas que levam a esta dura decisão.

Durante esta semana acompanhamos depoimentos de alguns síndicos assinantes do Jornal Síndico Profissional que pediram para abrirmos este debate complexo com os demais leitores convidados do Jornal Síndico Profissional.

Por que renunciar ao condomínio? 
O mundo ideal seria que o síndico, por maiores que fossem os desafios que possa enfrentar, continuasse o seu mandato até o fim. Mas, há situações que a melhor decisão é realmente tirar o time de campo, porém, com muito respeito e responsabilidade perante o cliente condomínio.


Mas, afinal quais são os fatores que levam um síndico a renunciar ao cargo?

Levantamos o debate no Fórum do Clube Síndico Profissional. Abaixo  a chamada do debate que fizemos.

PARTICIPE DEIXE SEU COMENTÁRIO: Queremos a sua opinião ao final deste texto. Vamos publicar o seu relato.

Síndico Profissional: Desiste do condomínio - Você já viveu esta situação ou acompanhou algum colega que desistiu de ser síndico de algum condomínio? Quando isso ocorre e por quê? Quando é realmente necessário falar: TCHAU, FUI! OBRIGADA!

Confira a opinião dos colegas e deixe seu relato ao final desta página.  Seu conselho e sua opinião podem fazer a diferença na vida de quem está vivendo esta angústia neste momento. 


Daniel Alves Acusações infundadas, difamação e falta de interação de informações por parte dos moradores
Carlos Almeida Infelizmente a vida de Sindico não é fácil, falta de reconhecimento e só uma delas mas se o Sindico não tiver persistência e determinação nenhum chega no final do seu mandato, o bom Sindico é aquele é usar essas dificuldades a seu favor e der a volta por cima, nunca desisto dos meus ideais.
Walnei Antonio Carlos Almeida minha persistência durou 10 anos!

Eli Antonelli Quais são as consequências mentais/emocionais para os síndicos que não conseguem reconhecer a hora de abandonar o barco na opinião de vocês. E quais são as situações mais complicadas que realmente o melhor é sair.
Daniel Alves Eli Antonelli De estalo a falta de motivação, baixa autoestima e sentimento de desconfiança ao ser humano
Eli Antonelli Deixar o condomínio... como síndico profissional e também como síndico morador. É uma decisão muito pesada e difícil com toda certeza. Fico imaginando a angustia no coração a pessoa. Querendo ajudar, querendo fazer, mas enfrentando muitas barreiras.
Walnei Antonio Eli Antonelli e pior, quem assume não ter competência nem para manter o que foi feito, isso machuca muito!
Eli Antonelli É muito pesado esta situação. E muito solitário viver isso. Pq na maioria das vezes o síndico não compartilha a angústia destes momentos.
 Sara Santos No meu feed acabei de postar " Não é como se começa, é como se termina" , desistir é a pior forma de sair, se eu entrei com a confiança do povo, não é conversa mole que vai me fazer trair aqueles que confiaram em mim, conversas moles terão que ser provadas,os maldizentes calados, se entrei com confiança, vou sair com honra 5 anos de garra e persistência, valendo a pena!!! Se entrei pela portas da frente, não vou sair pelas portas do fundo!!!
Aderson Jose de Oliveira Eli Antonelli, a sindicatura externa, é uma via de mão dupla, pode ocorrer do contratante não se adaptar ao método de trabalho do contratado ou vice versa, e muito importante que o síndico atente aos sinais de que sua administração não está agradando…Ver mais
Fabio Ono Sim, moradores contrataram "o mais barato" e este por sua vez assumiu o condomínio sem conhecer de fato os desafios e problemas do condomínio. Tempos depois largou pq "não compensava"
Valdemirj Silva Em assembleia é preciso passar a real situação do condomínio. Traçar um plano para sair da crise. Tendo o apoio dos condôminos não devemos desistir.
É sabido que fomos eleitos e que temos a confiança dos condôminos.
Valdemirj Silva Desafios difíceis nos ajudam a crescer...Se for síndico profissional eu prefiro encarar situações difíceis. A história de sucesso pode ser maior.
   

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Na vida temos que enfrentar os desafios que são inúmeros.
    Como sindicos e sindicas precisamos estar preparados porque o dia a dia dentro dos condomínios sempre nos deparamos com situações complexas que requer sabedoria, enteligencia emocional.
    Minha orientação é ter profissionais para nos apoiar nos assuntos onde não temos domínio total.
    Ter MTA determinação e principalmente ter boa relação com condôminos, moradores e prestadores de serviço.

    Att

    ResponderExcluir
  2. E difícil essa decisão mais a maioria das vezes temos que colocar na balança oque mais pesa, sua ética ou correr o risco de responder judicialmente.

    ResponderExcluir

Muito obrigado por seu comentário. Não esqueça de deixar seu NOME e CIDADE no seu comentário.

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu comentário. Não esqueça de escrever seu nome e cidade. Sua opinião é muito importante para o JORNAL SINDICO PROFISSIONAL. Você pode escrever aqui ou enviar para jornalsindicoprofissional@gmail.com