Sindico Profissional

6/recent/ticker-posts https://4.bp.blogspot.com/-k_5709Vs9oQ/XdlGRqTmrjI/AAAAAAAAIPg/lAcnWzIB-RUcoOGJVVVuk84_8KHSslrrQCK4BGAYYCw/s1600/logo%2Bjornal.jpg

Evento Dia do Síndico

Instalações Elétricas: Melhores Práticas de Gestão em Condomínios


De acordo com o Código Civil  (2003), mais especificamente o art. 1.348, capítulo V, compete ao síndico "diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores".

  

As instalações elétricas das dependências de um condomínio muitas vezes são negligenciadas em detrimento de outras demandas, principalmente      por desconhecimento.

  

O objetivo desta série de artigos, a partir de hoje, é apresentar, de forma simples, algumas dicas que permitam aos síndicos leitores esquadrinhar seus condomínios em busca de melhorias nas instalações, visando a segurança e o atendimento a legislação.



Ao atuarem em ações - formato de check-list - é possível mitigar possíveis problemas nas instalações elétricas, afinal, manutenções  emergenciais, via de regra, costumam ser mais onerosas do que as preventivas.

  

Destacarei aqui dezesseis tópicos, aos quais        serão           abordados semanalmente,         focando       na conscientização da cultura da segurança em instalações elétricas e suas responsabilidades civil e criminal pelo seu descumprimento.

  

Entrada de energia, quadros de medição e distribuição, reformas e sistemas de proteção, aumento de carga, aterramento, auto de vistoria do corpo de bombeiros, laudos e inspeções periódicas, consultoria, qualidade               de               energia, monitoramento de água, segurança eletrônica e patrimonial, combate a incêndio, geração de energia e energia  solar         fotovoltaica, terceirização e manutenção.

 

Todos temas relevantes exclusivos para área elétrica que, direta ou indiretamente, estão ligados as boas práticas de gestão da energia elétrica em condomínios.

  

Você sabia que é possível reduzir o valor pago de conta de energia elétrica de um condomínio, com ações simples e algum investimento?

  

Você também sabia que o síndico pode ser responsabilizado por algum acidente elétrico nas dependências do condomínio em virtude de falta de manutenção ou não cumprimento de normas e legislação obrigatórias?

 

Muitas vezes, em busca de economia a qualquer custo, procedimentos não são observados. Como exemplo, posso citar fiação encostando em estruturas metálicas, cabos de aterramento de SPDA desprotegidos, condutores expostos, sobrecarga em instalações, dispositivos de proteção fora de padrão, fuga de energia, curto circuito, lâmpadas ineficientes, instalações precárias, etc.

  

Contudo, por tratar-se de uma abrangente discussão, acompanhe semanalmente, e fique por dentro das dicas que serão passadas. Um abraço!

 

 





Itailson Cunha Junior. Engenheiro Eletricista com 27 anos de experiência no setor elétrico. 

Proprietário da Cunha Engenharia Elétrica. Professor pelo Centro Paula Souza. 

itailson@cunhaengenhariaeletrica.com

www.cunhaengenhariaeletrica.com


Conteúdo PUBLIPOST/ Texto de autoria da CUNHA ENGENHARIA ELÉTRICA

Postar um comentário

0 Comentários

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu comentário. Não esqueça de escrever seu nome e cidade. Sua opinião é muito importante para o JORNAL SINDICO PROFISSIONAL. Você pode escrever aqui ou enviar para jornalsindicoprofissional@gmail.com